O que é Medicina Tradicional Tailandesa?

eBooks | Blog | Cursos e workshops | Newsletter

O que é Medicina Tradicional Tailandesa
© Helissa Grundemann

Não é incomum que até mesmo grandes escolas e institutos de Terapia Corporal Tailandesa às vezes omitam ou esqueçam de dizer que a Massagem Tailandesa (Nuad Thai) e o Reusi Datton (Yoga Tailandês) não são fenômenos isolados. E que eles certamente não são (apenas) voltados ao “bem-estar” ou “relaxamento”.

De fato, ambos são parte integrante da Medicina Tradicional Tailandesa – um sistema holístico de cura tradicional da Tailândia. “Tradicional” não significa esquecido, obsoleto ou não usado. A Medicina Tradicional Tailandesa está muito viva.

Desde o final dos anos 80 do século passado, houve um aumento no interesse relacionado às terapias e práticas medicinais tradicionais da Tailândia. Não só no país como também no Ocidente, resultado de sua busca por sistemas de Medicina Alternativa. E esse processo ainda continua, com estudiosos e praticantes se empenhando cada vez mais para divulgar essa valiosa sabedoria tradicional.

A Medicina Tradicional Tailandesa consiste em três ramos:

1) Ervas e dieta;
2) Budismo, Xamanismo e Animismo; e
3) Energia ou Terapia Corporal.

Traduzindo para os nossos olhos ocidentais, isso pode ser (mais ou menos) traduzido como:

1) Nutrição, dieta e medicamentos;
2) Psicoterapia e Religião; e
3) Fitness e Esportes.

Além da diversidade de práticas, eu diria que a principal diferença com a metodologia de cura ocidental comum é o fato de que a Medicina Tradicional Tailandesa é aplicada holisticamente.

Ao invés de fazer consultas com diferentes médicos para cada problema específico, na Tailândia alguém iria para um Hospital ou Clínica de Medicina Tradicional, seria diagnosticado (por um Médico de Medicina Tradicional Tailandês) e seria encaminhado para os diferentes departamentos (no mesmo Hospital ou Clínica) para obter os tratamentos necessários. Isto é, quando um tailandês escolhe a medicina tradicional. A medicina alopática também é amplamente difundida na Tailândia (e de excelente qualidade e com custos razoáveis, diga-se de passagem) e também usada com frequência.

Outra diferença importante com a Medicina Alopática Ocidental é que os “medicamentos” (ervas medicinais) utilizados não são, em geral, produzidos quimicamente. Da mesma forma, na Medicina Tradicional Tailandesa, o processo de diagnóstico é feito essencialmente à moda antiga – lendo o pulso, verificando cores (das mãos, olhos, língua e assim por diante), sentindo as sensações de quente ou frio em determinadas partes do corpo, verificando a amplitude de movimento de várias partes do corpo e assim por diante.

Por fim, a ideia é perceber que a Thai Massagem e o Reusi Dat Ton são partes integrantes de um “sistema” maior, e devem ser consideradas em relação às suas contrapartes.


Todos os nossos artigos em português